Música e Cibercultura

Alguém já deve ter perguntado a você como seria viver uma semana inteira sem os aparatos tecnológicos que nós tanto usamos hoje em dia. É quase impraticável, não? Mas não fique preocupado, existem milhões de pessoas que compartilham desse mesmo sentimento.

A forma como nos relacionamos com o mundo mudou com o advento das tecnologias. Hoje a forma com que nós consumimos entretenimento, moda e alimentação é completamente diferente de como nossos pais e avós.

A tecnologia também tem o poder de mudar as formas de produção de informação. A convergência tecnológica, que podemos chamar também de Cibercultura, faz com que não existam limites entres as mídias, o que permite uma facilitação da relação entre produtores e usuários , ou até mesmo permite que qualquer um funcione como produtor, intermediário e usuário de conteúdos.

Pois bem, a música também sofre essas interferências tecnológicas e de convergência e está vivendo profundas mudanças nos seus modos de produção, por isso escolhemos tratar desse assunto. O que antes era ouvido em grandes e delicados vinis hoje é compactado na memória do pendrive e é produzido inteiramente em estúdios online. E como escreve Clóvis Ricardo Lima e Rose Marie Santini no artigo “Música e Cibercultura” a  música nesse ambiente “está vinculada às novas tecnologias. A música digital tem a forma potencial de obra aberta, compactada sob a forma de arquivo MP3, fluindo nos MP3 players, celulares e Internet”. (Acesse aqui o artigo na integra).

No livro Cibercultura, de Pierre Lévy, nos são apresentados os três princípios básicos da cultura a partir do surgimento da rede de computadores: interconexão, comunidades virtuais e inteligência coletiva. Estes três princípios se encaixam perfeitamente na evolução da forma de produção e divulgação da música. A internet e a conectividade fazem como que artistas que até ontem eram desconhecidos hoje estejam nos trending topics.

O atual cenário musical é exemplo disso. Artistas novos e também os já “consagrados” estão usando a internet para divulgar seus trabalhos. Exemplo disso é a Banda CPM22. Completando 22 anos de carreira, este ano a banda lançou mais um CD e diferentemente dos outros lançamentos, que eram feitos através de rádios FM’s, a primeira música de trabalho foi lançada na plataforma Spotify.

Sem título

Assim como também Maiara e Maraísa, Mc Kelvinho, Luan Santana. Mc Kelvinho e Nego do Boreu são artistas de enorme sucesso atualmente que só utilizam a internet como meio de divulgação de suas músicas.

spotify

Pierre Lévy também fala sobre a interação do modelo digital. Esse modelo tem uma forte característica: a autonomia da ação e reação. Na internet nenhuma voz é calada, seja ela certa ou errada. E com essa cultura política, “a nova potência da emissão, da conexão e da reconfiguração, os três princípios maiores da Cibercultura estão fazendo com que possamos pensar de maneira mais colaborativa, plural e aberta” escreve Pierre Levy. Assim, não apenas a maneira de ouvir música mudou mas também a forma como ela é produzida e compartilhada, se tornando muitas das vezes um processo de colaboração. Exemplo disso é o financiamento virtual que o Instituto Arraial do Pavulagem fez ano passado para custear a realização do cortejo do Círio, em outubro.

jijai

Ao nosso ver, a Teoria da Conexão ou Conversação Mundial, que possibilita um fluxo incessante de informações e notícias sob diferentes olhares  e que dão a cada sujeito a possibilidade de ter acesso a elementos de outros países, é a que mais se encaixa no sentindo musical.

Com a expressão que a internet exerce hoje na sociedade, a cibercultura cada vez mais ganha força. A possibilidade de uma discussão global acerca de uma determinada música ou artista também é uma marca da cultura no meio digital: o expressar de opinião.

Por Aline Andrade e Wanessa Alexandrino

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s